Programa Meu Primeiro Negócio inicia aulas em 2018
Publicado: 04/07/2018 14:55 | Atualizado: 04/07/2018 15:02
Divulgação Divulgação

A segunda etapa do programa Meu Primeiro Negócio já está movimentando as escolas de Belo Horizonte, região metropolitana e norte do Estado. Estudantes de 150 instituições de ensino médio de escolas estaduais deram o pontapé inicial nas atividades, que terão duração de 12 semanas. Hora de receberem capacitação sobre educação empreendedora, aprendendo conceitos de mercado, comercialização, marketing, finanças, entre outros. Oportunidade para ampliar as atividades extracurriculares e profissionais. A iniciativa é do Governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sedectes), da Secretaria de Educação (SEE) e da associação Junior Achievement de Minas Gerais.    

Neste ano, o Meu Primeiro Negócio vai beneficiar aproximadamente 14 mil alunos. Nessa primeira rodada do programa, 150 escolas de 65 cidades mineiras vão participar da iniciativa. Para os próximos meses, outras 250 instituições, já selecionadas, irão iniciar o programa, totalizando mais de 200 munícipios mineiros contemplados.

Ao longo de 12 semanas, estudantes, monitores e voluntários irão se encontrar semanalmente para aprender conceitos de livre iniciativa, produção, comercialização de produtos, entre outros conteúdos. Dessa forma, os jovens terão a oportunidade de ingressar no mercado de trabalho mais capacitados.

O secretário Vinicius Rezende comemora o início da segunda rodada do MPN e projeta ampla participação estudantil na iniciativa. "Tivemos um retorno muito positivo desde que lançamos o programa. A aceitação nas escolas foi ótima e a participação dos alunos mostrou que o Meu Primeiro Negócio é um sucesso. A expectativa é que nessa etapa tenhamos o mesmo êxito do último ano em todo o Estado", avalia.

Depois da experiência como estudante na primeira etapa do MPN, João Pedro Venancio Rocha, de 17 anos, decidiu voltar a escola Estadual Celso Machado, agora como voluntário. “Adorei ter participado do projeto. Foi muito bacana ter aprendido o conteúdo sobre empreendedorismo. Além de repassar o que aprendi, acredito que nesse ano vou absorver outras informações importantes”, explica.   

Na Escola Sandoval Soares de Azevedo, em Ibirité, são 30 estudantes participando do MPN. Quem coordena a turma é o professor Gleison Silveira, que participou do programa em 2017 e em função dos resultados obtidos coordena novamente as atividades na escola. “Tivemos nosso primeiro encontro e já dividimos equipes para executar as tarefas. Na próxima jornada já iremos definir o produto que iremos comercializar. Eles estão super animados”, disse.

Treinamento de professores                

Professores de 150 instituições de ensino que estão participando do programa nessa primeira rodada participaram de treinamento no fim de junho. A intenção foi repassar aos educadores a metodologia que será aplicada ao longo do programa, que atende estudantes do ensino médio de escolas públicas estaduais.

O Meu Primeiro Negócio tem como objetivo promover a cultura empreendedora entre alunos do ensino médio de escolas públicas estaduais, por meio da organização e operacionalização de empresas estudantis. Serão 12 semanas de aulas em que os participantes irão aprender conceitos de mercado, comercialização e livre iniciativa, sendo acompanhados por profissionais das áreas de marketing, finanças, recursos humanos e produção.