Pimentel visita escritório do Google
Unidade de Belo Horizonte é a única oficina de trabalho da empresa na América Latina
Publicado: 12/05/2017 09:31 | Atualizado: 12/05/2017 09:36
FOTO: Marcelo Sant'Anna/Imprensa MG FOTO: Marcelo Sant'Anna/Imprensa MG

O governador Fernando Pimentel visitou nesta quarta-feira (10/5) o escritório do Google em Belo Horizonte. Recebido pelo diretor de engenharia Brasil, Berthier Ribeiro Neto, Pimentel conheceu a biblioteca, áreas de conveniência, sala de jogos, estúdio de música e de componentes elétricos. O governador fez uma reunião de trabalho também e discutiu a construção de parcerias entre o Google e o Estado, com vistas à consolidação de um polo de tecnologia e inovação, que gere empregos e renda e atraia outras empresas de tecnologia.

Pimentel lembrou que as atividades do escritório do Google em Belo Horizonte começaram em 2005, quando era prefeito da capital mineira, e se consolidou a partir de então. “É a única oficina de trabalho do Google na América latina. Boa parte dos engenheiros é daqui de Minas. Berthier foi o pioneiro. Eu aqui aprendi que, dos cinco roteiros de busca no Google, quando você faz uma pesquisa, três foram desenvolvidas aqui, para você ver a potência desse escritório”, comentou.

O diretor do Google lembrou que “o escritório nasceu com a semente de nossa empresa na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)”, e que, hoje, a unidade “atrai capital humano em Minas e fora do Brasil”.

Acompanharam a visita o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Miguel Corrêa, o vice-presidente da Axxiom, Leonardo Guerra, e a gerente de Políticas Públicas do Google, Helena Martins.

Google

Segundo a empresa, um em cada 10 resultados principais de uma pesquisa Google é fruto de uma mudança no ranking desenvolvida, implementada e lançada pelo #GoogleBH. O Centro de engenharia emprega 120 engenheiros de software, de 12 estados brasileiros e também de sete nacionalidades.

Além de desenvolver e aprimorar produtos centrais do Google, como Pesquisa, pesquisa local e pesquisa por resultados de saúde, o escritório contribui diretamente para o desenvolvimento do ecossistema de inovação no Brasil e América Latina.

O Google é, ainda, uma das empresas que investem no Startups and Entrepreneurship Ecosystem Development (Seed), programa de aceleração de startups do governo mineiro que funciona no Cine 104, também em Belo Horizonte. Em fevereiro deste ano, foi lançada a 4ª rodada do Seed. O edital prevê investimentos de cerca de R$ 6 milhões para apoiar empreendedores que desenvolvam projetos de negócio de base tecnológica. A meta é transformar Minas Gerais no maior polo de inovação e empreendedorismo da América Latina, por meio do Programa Minas Digital.

O Seed é a ação aceleradora de startups que mais oferece benefícios não financeiros (perks) no Brasil. Atualmente, mais de 50 empresas parceiras investem US$ 1 milhão em perks aos participantes. Dentre elas, além do Google, estão Microsoft, Amazon e IBM. Com esse apoio, os empreendedores têm direito a serviços e acesso a ferramentas de tecnologia, inclusive aqueles que passaram pelo programa nas edições anteriores.Nas três primeiras rodadas do Seed, foram beneficiadas quase 65 mil pessoas, como resultado das atividades de difusão pelo estado. Ainda nessas três edições, foram encaminhados 4.255 projetos.