Governo de Minas Gerais lança edital da 4ª Rodada do Seed
Resultados da última rodada do programa de startups crescem e criam expectativa positiva para próxima aceleração
Publicado: 30/01/2017 10:49 | Atualizado: 21/03/2017 17:48
Foto/Divulgação Foto/Divulgação

Com investimentos da ordem de R$ 6,063 milhões, o Governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sedectes), lança na próxima quinta-feira (2/2) o Edital da 4ª Rodada do Seed - Startups and Entrepreneurship Ecosystem Development.

Considerado uma das principais ações do Programa Minas Digital para fomentar o empreendedorismo e desenvolver o ecossistema de startups no estado, o Seed tem por objetivo transformar Minas Gerais no maior polo de empreendedorismo e inovação da América Latina. Para isso, apoia empreendedores, nacionais e estrangeiros, que desenvolvam projetos de negócio de base tecnológica.

Com duração de seis meses, cada rodada acolhe 40 startups, que recebem capital semente livre de participação de até R$ 80 mil. Os participantes também são beneficiados com mentorias personalizadas, formação empreendedora, escritório compartilhado e conexão com o ecossistema global.

Em contrapartida, os empreendedores fazem atividades de difusão por todo o estado, realizando workshops, cursos, oficinas para difundir conhecimentos, habilidades e experiências, além de divulgar o programa e disseminar a cultura empreendedora aos mineiros.

Como resultado das atividades de difusão, 34.923 pessoas foram impactadas na 3ª Rodada. Somados aos números das duas primeiras edições, a quantidade de pessoas impactadas pelo Seed chega à marca de quase 65 mil.

Investimentos

O investimento do Governo do Estado nas estratégias de incentivo ao empreendedorismo e inovação também tem gerado frutos como geração de emprego. Apenas em 2016, o programa motivou, diretamente, cerca de 150 contratações profissionais e, indiretamente, próximo a 450.

O Seed é considerado a aceleradora que mais oferece benefícios não financeiros (Perks) no Brasil. Atualmente, mais de 50 empresas parceiras oferecem US$ 1 milhão em perks aos participantes.

Dentre elas, estão grandes nomes como Microsoft, Amazon, IBM e Google. Com este apoio, os empreendedores têm direito a serviços e acesso a ferramentas de tecnologia, inclusive aqueles que passaram pelo programa nas edições anteriores.

Até o memento, 113 projetos de empreendedores de 12 países foram apoiados pelo Programa desde 2013. Juntas, essas startups faturaram mais de R$ 26 milhões desde o início de suas operações. A edição de 2016 registrou recorde de inscrições com 1.453 projetos cadastrados. Ao todo, 4255 projetos foram encaminhados ao Seed nas últimas três rodadas.

Para o secretário da Sedectes, Miguel Corrêa, serão investidos no programa cerca de R$ 1 bilhão no período de dez anos. “Nenhum outro projeto tem um investimento desse tamanho. Por isso, o Seed é uma ação prioritária da secretaria para conectar ideias, pessoas e negócios, fomentando o ecossistema”, afirma.

Destaques

A qualidade dos projetos acelerados na terceira rodada fez o Seed ganhar destaque internacional. Durante as Olimpíadas 2016, quatro startups venceram a competição Startup Games, promovida no Rio de Janeiro pelo governo britânico.

Dentre 50 empresas participantes, as startups BeerOrCoffee, Virturian, Lett e Pris ocuparam as primeiras colocações. A BeerOrCoffee, por ser considerada uma das empresas com grande potencial de crescimento para investidores, também foi uma das 12 selecionadas pelo Google para ir ao Vale do Silício participar do DemoDay, sendo a única representante da América Latina.

Para Marcos David, CEO da startup Dágora - plataforma de educação a distância criada para mudar a forma como se aprende e se ensina em rede – o Seed foi fundamental para o desenvolvimento do novo sistema da empresa. “Mesmo em construção, a Dágora aumentou a base de usuários em 60% e impactou mais de 1.500 pessoas com as atividades de difusão”, afirma Marcos.

 

 

Fonte: Agência Minas